ISSN (suporte electrónico) 1646-3846
Revista de Filosofia da Unidade de Investigação em Ciência, Tecnologia e Sociedade da Universidade Lusófona

   
 

 

Número 3
Outubro 2003

Home

____________________

Apoio

 


   

 

EDITORIAL

Com este terceiro número, Metacrítica inicia o seu segundo ano de vida. Já integrada na rede de apoios públicos, e institucionais em geral, de apoio à edição científica, o tempo é de uma maior expansão para além do meio filosófico português e de sistematização de procedimentos organizativos.

O segundo destes aspectos está ainda mais atrasado do que seria desejável. Com a recente reorganização das edições Universitárias Lusófonas cremos, no entanto, que já no nº.4 (dedicado ao pensamento português contemporâneo) também este aspecto irá melhorar.

Já a desparoquialização necessária a uma revista científica prossegue a bom ritmo. Depois de, nos dois primeiros números, a aposta ter passado por colaborações do estrangeiro e em língua estrangeira, começa agora a tornar-se público o trabalho da linha de investigação em Filosofia que publica Metacrítica, num levantamento bibliográfico kantiano feito em colaboração com o Prof. Juan Bonaccini (Universidade Federal de Rio Grande do Norte), divulgado on-line pela edição electrónica da Metacrítica e indexado em indicadores internacionais através da sua publicação brasileira na revista de Filosofia «Princípios».

Dito isto, o dossier deste nº.3 é dedicado ao tema Técnica. Como já são abundantes os dossiers sobre este tema, e repetitivo seria incluir neste mais artigos sobre Heidegger, ou o sentido da «technê», etc., optou-se por privilegiar as dimensões interdisciplinares da reflexão contemporânea sobre a Técnica: desde as suas dimensões práticas na Arqueologia até ao seu exame no pensamento de Nietzsche sobre a Tragédia, de Kant a Proust, até à recepção em Portugal daquela que tem sido, provavelmente (e decerto discutivelmente), a técnica mais pervasiva nas sociedades contemporâneas, a psicanálise. Consequência directa desta opção pelo que habitualmente é ignorada quando se fala de técnica, os colaboradores deste número são maioritariamente jovens investigadores, porque as apostas devem ser feitas e não apenas anunciadas.

Além das suas outras secções, Metacrítica mantém ainda um sistema de actualização mensal e é publicada em papel. Está aberta a colaborações, a cooperações institucionais e a críticas.

_________________________________________________

O Editor,

Professor Carlos Leone

Lisboa, Outubro de 2003



A Revista Metacrítica já está disponível em formato impresso. Pode ser adquirida na livraria das Edições Lusofonas, na Universidade Lusófona.

Campo Grande, 376
1749-024 Lisboa               WWW.ulusofona.pt



Metacrítica é a publicação, semestral, da Linha de Investigação em Filosofia da Unidade de Investigação em Ciência, Tecnologia e Sociedade, financiada pela Fundação para a Ciência e Tecnologia, da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias. ________________________

Autores presentes nesta edição

Carlos Leone

Carlos Vidal

David Silva e Sousa

Editor

Eliana Laborinho

João Tiago Proença

José Martinho

Regina Queiroz

Sousa Dias



Ficha Técnica

Director: Fernando dos Santos Neves | Editor: Carlos Leone | Conselho Redactorial: Maria Costa Leite, Manuel Dias Duarte, Camilo Ribeiro, Regina Queiroz | Webdesign: Ana Sofia Bastos | Concepção gráfica e produção: Margarida Passanha, Paulo Ferreira e Edições Universitárias Lusófonas | Conselho Consultivo (referees)
Leonor Santa Bárbara (UNL), Manuel Filipe Canaveira (UNL), Rui Bebiano (UC), Irene Borges-Duarte (UE), Rui Magalhães (UA), João Paulo Monteiro (UL), Hermínio Martins (UL), J. M. Nobre-Correia (U. Libre, Bruxelas), Maria Quinteiro (U. São Paulo), Antonio Ruiz Castellanos (U. Cadiz), Evelyne Hanquart-Turner (Paris-XII), Fernando Venâncio (Univ. Amsterdão).